[wlm_register_Passatempos]
Siga-nos
Topo

Limpar


Limpeza geral: deitar fora tudo o que está a mais, desde os papéis, cartas e revistas espalhadas, sem esquecer o interior dos próprios móveis. Peças partidas ou sem serventia, não fazem falta. Roupa, malas, sapatos e tudo o que não usa há mais de duas estações, o mais certo é não voltar a usar. Dê a quem precisa. Contas e papeis que temos de guardar, devem ser colocados numa pasta dentro de uma gaveta ou num armário destinado a essa função. Ah! E esconda tudo o que é cabos: para o nosso subconsciente, ter um cabo à vista é o mesmo que ter um espaço desarrumado.
© Press Loft

Arrumar


Colocar gavetas nos armários abaixo da cintura, se isso não for possível, usar caixas para conseguir chegar às peças que estão no fundo da prateleira com facilidade, e sem ter de retirar tudo o que está na linha da frente. Regra geral, as pessoas esquecem o que está guardado no fim da prateleira. Se não chega lá e não vê, é como se não existisse. Quantas vezes em arrumações não encontrou um creme, uma camisola, ou um colar que estava escondido/caído lá atrás e que já nem se lembrava que tinha?
© Press Loft

Organizar


Organizar o espaço de forma funcional e com boa circulação. Não há nada mais desconfortável numa casa que a falta de circulação, andar sistematicamente contra os móveis ou ter de desviá-los para conseguir passar. É um pesadelo!
© Press Loft

Aconchegar


Colocar tapetes confortáveis, de preferência que não deitem cotão. Nada como sentir o aconchego de um tapete debaixo dos pés. Protegem do frio, dão conforto e delimitam espaços, mas é preciso ter atenção para não se tornar escrava do cotão e andar sempre de aspirador em punho. Hoje em dia, há tapetes bastante confortáveis, antialérgicos e que não deitam cotão. Esses sim são os seus melhores amigos.
© Rui Ferreira da Silva

Personalizar


Personalize o seu espaço. Os objetos decorativos são a alma da casa e o que a caracteriza. Nada como criar pequenos cenários em estantes e mesas de apoio. Estas peças, tal como as mesas-de-cabeceira, não servem só para colocar livros e candeeiros, devem ser decoradas para compor o espaço e torná-lo mais acolhedor. Deverá ter em atenção a máxima ‘less is more’: não há nada mais desconfortável do que uma casa atolada de peças, onde nada respira, nada se destaca e nem consegue ver aquela peça lindíssima pela qual um dia se apaixonou. Recorda-se daquelas revistas que não se conseguiu desfazer nas limpezas do ponto 1? Use-as agora como base para um cenário decorativo.
© Rui Ferreira da Silva

Preencher


Preencha as paredes em destaque com quadros, espelhos ou papel de parede. Mas tenha atenção à proporção ou composição que vai fazer com os quadros, o que o espelho vai refletir, e os tons que vai escolher para o papel. Entrar numa sala ou hall de entrada e ver refletido no espelho o lava loiça de uma cozinha ou a casa de banho social destrói qualquer ambiente.
© Rui Ferreira da Silva

Brincar com os livros


A sua casa não é a biblioteca nacional para ter os livros todos em fila, organizados por tema e por ordem alfabética. E, acredite, que não disfarça esse efeito colocando umas molduras à frente! Brinque com as estantes e personalize-as. Misture livros com peças decorativas. Coloque alguns livros ao alto, outros deitados com velas ou molduras em cima. Deixe algum espaço entre os diversos conjuntos para que possam respirar.
© Rui Ferreira da Silva

Conforto


Coloque almofadas decorativas e uma manta no sofá ou cadeirão. Decoram o espaço, servem de apoio às costas e caracterizam-no. Tenha atenção ao tamanho das mesmas e à profundidade do sofá: depois de colocadas as almofadas, tem de haver espaço para se sentar sem ter de as retirar.
© Rui Ferreira da Silva

Toque natural


Use as jarras para o seu efeito! As flores naturais chegam a durar mais de 15 dias e as ramagens mais de um mês, por isso não há motivo para ter jarras vazias em casa. Se ainda assim acha que tem pouco tempo, compre plantas em vasos e coloque-as disfarçadamente nas jarras. Não consegue mantê-las vivas? Compre flores artificiais e misture com ramagens naturais, só tem de mudar a água uma vez por semana. Não há desculpa para ter uma jarra inutilizada. Se compra flores para os outros quando os recebe em casa, porque não comprar para si que mora lá e ter sempre um ambiente agradável? Para além da sua beleza natural, as flores transmitem paz e frescura a qualquer espaço.
© Press Loft

Aromas


Para finalizar, coloque algumas velas (q.b., que a casa não é um santuário!) e acenda-as diariamente. Não prescinda de um bom ambientador. Se não se identifica com os aromas dos ambientadores, compre a versão ‘low cost’ do seu perfume e use-o como ambientador. Nada como ter a sua casa com o seu próprio cheiro.
© Press Loft

  • Limpar


    Limpeza geral: deitar fora tudo o que está a mais, desde os papéis, cartas e revistas espalhadas, sem esquecer o interior dos próprios móveis. Peças partidas ou sem serventia, não fazem falta. Roupa, malas, sapatos e tudo o que não usa há mais de duas estações, o mais certo é não voltar a usar. Dê a quem precisa. Contas e papeis que temos de guardar, devem ser colocados numa pasta dentro de uma gaveta ou num armário destinado a essa função. Ah! E esconda tudo o que é cabos: para o nosso subconsciente, ter um cabo à vista é o mesmo que ter um espaço desarrumado.
    © Press Loft

     

  • Arrumar


    Colocar gavetas nos armários abaixo da cintura, se isso não for possível, usar caixas para conseguir chegar às peças que estão no fundo da prateleira com facilidade, e sem ter de retirar tudo o que está na linha da frente. Regra geral, as pessoas esquecem o que está guardado no fim da prateleira. Se não chega lá e não vê, é como se não existisse. Quantas vezes em arrumações não encontrou um creme, uma camisola, ou um colar que estava escondido/caído lá atrás e que já nem se lembrava que tinha?
    © Press Loft

     

  • Organizar


    Organizar o espaço de forma funcional e com boa circulação. Não há nada mais desconfortável numa casa que a falta de circulação, andar sistematicamente contra os móveis ou ter de desviá-los para conseguir passar. É um pesadelo!
    © Press Loft

     

  • Aconchegar


    Colocar tapetes confortáveis, de preferência que não deitem cotão. Nada como sentir o aconchego de um tapete debaixo dos pés. Protegem do frio, dão conforto e delimitam espaços, mas é preciso ter atenção para não se tornar escrava do cotão e andar sempre de aspirador em punho. Hoje em dia, há tapetes bastante confortáveis, antialérgicos e que não deitam cotão. Esses sim são os seus melhores amigos.
    © Rui Ferreira da Silva

     

  • Personalizar


    Personalize o seu espaço. Os objetos decorativos são a alma da casa e o que a caracteriza. Nada como criar pequenos cenários em estantes e mesas de apoio. Estas peças, tal como as mesas-de-cabeceira, não servem só para colocar livros e candeeiros, devem ser decoradas para compor o espaço e torná-lo mais acolhedor. Deverá ter em atenção a máxima ‘less is more’: não há nada mais desconfortável do que uma casa atolada de peças, onde nada respira, nada se destaca e nem consegue ver aquela peça lindíssima pela qual um dia se apaixonou. Recorda-se daquelas revistas que não se conseguiu desfazer nas limpezas do ponto 1? Use-as agora como base para um cenário decorativo.
    © Rui Ferreira da Silva

     

  • Preencher


    Preencha as paredes em destaque com quadros, espelhos ou papel de parede. Mas tenha atenção à proporção ou composição que vai fazer com os quadros, o que o espelho vai refletir, e os tons que vai escolher para o papel. Entrar numa sala ou hall de entrada e ver refletido no espelho o lava loiça de uma cozinha ou a casa de banho social destrói qualquer ambiente.
    © Rui Ferreira da Silva

     

  • Brincar com os livros


    A sua casa não é a biblioteca nacional para ter os livros todos em fila, organizados por tema e por ordem alfabética. E, acredite, que não disfarça esse efeito colocando umas molduras à frente! Brinque com as estantes e personalize-as. Misture livros com peças decorativas. Coloque alguns livros ao alto, outros deitados com velas ou molduras em cima. Deixe algum espaço entre os diversos conjuntos para que possam respirar.
    © Rui Ferreira da Silva

     

  • Conforto


    Coloque almofadas decorativas e uma manta no sofá ou cadeirão. Decoram o espaço, servem de apoio às costas e caracterizam-no. Tenha atenção ao tamanho das mesmas e à profundidade do sofá: depois de colocadas as almofadas, tem de haver espaço para se sentar sem ter de as retirar.
    © Rui Ferreira da Silva

     

  • Toque natural


    Use as jarras para o seu efeito! As flores naturais chegam a durar mais de 15 dias e as ramagens mais de um mês, por isso não há motivo para ter jarras vazias em casa. Se ainda assim acha que tem pouco tempo, compre plantas em vasos e coloque-as disfarçadamente nas jarras. Não consegue mantê-las vivas? Compre flores artificiais e misture com ramagens naturais, só tem de mudar a água uma vez por semana. Não há desculpa para ter uma jarra inutilizada. Se compra flores para os outros quando os recebe em casa, porque não comprar para si que mora lá e ter sempre um ambiente agradável? Para além da sua beleza natural, as flores transmitem paz e frescura a qualquer espaço.
    © Press Loft

     

  • Aromas


    Para finalizar, coloque algumas velas (q.b., que a casa não é um santuário!) e acenda-as diariamente. Não prescinda de um bom ambientador. Se não se identifica com os aromas dos ambientadores, compre a versão ‘low cost’ do seu perfume e use-o como ambientador. Nada como ter a sua casa com o seu próprio cheiro.
    © Press Loft

     

PUB


10 dicas simples para dar um novo visual à sua casa

Espreite as sugestões da designer de interiores Rita Salgueiro e arranque 2017 com uma casa mais funcional.

“Ano novo, vida nova”, lá diz o provérbio português. E porquê não transformar o ditado em ‘casa renovada’? Ou melhor, mais organizada e funcional?

A designer de interiores Rita Salgueiro, partilhou, em exclusivo com a LuxWOMAN, duas mãos cheias de ideias para (re) decorar o lar, de modo a torná-lo mais apelativo e confortável.

As dicas (na galeria), que vão desde truques de organização a sugestões de personalização, são simples de executar e muito úteis para quem procura soluções adequadas ao seu espaço e orçamento.

Caso pretenda aprofundar conhecimentos em design de interiores, pode também inscrever-se num dos workshops da designer. Com propostas práticas, para aplicar no dia a dia, os cursos focam-se no Feng Shui, na fotografia e, claro, na decoração.

Veja mais em Lifestyle

  • As sugestões de Natal da Claus Porto

    Foi em 1887, pelas mãos de dois empresários alemães, que nasceu esta casa de fragrâncias e produtos de beleza, tendo celebrado...

    Patricia Toste de SousaNovembro 29, 2018
  • Natal Encantado!

    Inspire-se nos objetos de decoração usados na produção de Natal de beleza da edição de Dezembro da LuxWOMAN, já nas bancas....

    Natália RibeiroNovembro 29, 2018
  • Já abriu a época festiva no Ritz Four Seasons Hotel Lisboa

    Nesta época natalícia o Ritz Four Seasons Hotel Lisboa apresenta o seu primeiro Chá de Natal: Winter Wonderland – quase demasiado...

    Patricia Toste de SousaNovembro 22, 2018
  • Bershka: os cartoon estão de volta!

    A tendência dos anos 90 não só reinterpreta a moda e as peças que mais se destacaram naquela época, como vai...

    Leonor Antolin TeixeiraNovembro 20, 2018
  • Uma Viagem Encantada para entrar em 2019

    O Hotel Cascais Miragem preparou uma Festa de Passagem de Ano memorável. Prepare-se para entrar num mundo fantástico onde tudo pode...

    Patricia Toste de SousaNovembro 14, 2018
  • O restaurante Peixola já serve almoços ao fim de semana

    O restaurante Peixola, na Rua do Alecrim, em Lisboa, está aberto para almoços, apenas nos fins de semana, com novas receitas...

    Patricia Toste de SousaNovembro 7, 2018
  • Portugal Fashion: o desfile da Lion of Porches

    Foi acompanhada pelos dois filhos, Mel e Noah, que a manequim Diana Pereira aceitou o convite da Lion of Porches para...

    Leonor Antolin TeixeiraOutubro 26, 2018
  • Lanches saudáveis?

    Sim, é possível com o novo livro de Ana Garcez, licenciada em Ensino, mestre em Musicoterapia e pós-graduada em Health Coaching...

    Leonor Antolin TeixeiraOutubro 22, 2018
  • A Zippy e o Halloween

    Está à procura de sugestões diferentes para a noite de Halloween? A Zippy tem propostas divertidas, originais e que brilham no...

    Leonor Antolin TeixeiraOutubro 22, 2018

PUB