[wlm_register_Passatempos]
Siga-nos
Topo

Anett Bohme, editora de beleza

Adoro animais, estar ao ar livre, seja no campo ou na praia, fazer Pilates e andar de patins no gelo, dançar e sair à noite e estar com os meus amigos. Tento praticar a teoria da compensação, ou seja, ao fim de semana faço disparates (como noitadas e excessos de comida e bebida), mas durante a semana estou na cama às 23h, tomo vitaminas e faço uma alimentação saudável. Regra geral, sou bem-disposta, mas tenho pouca paciência para mentiras, intolerância, agressividade e falta de brio profissional.

Mini Bio

Na equipa há…: 15 anos, desde a fundação da LuxWOMAN, como editora de beleza.

Presença online: Instagram

Origem

Sou alemã e vivo há várias décadas em Portugal. Perguntam-me muitas vezes se já sou mais portuguesa do que alemã e a minha resposta é sempre a mesma: sou europeia. Porque acredito que todas as culturas têm tanto para oferecer que dificilmente poderia dizer que gosto mais da comida, das pessoas ou da literatura italiana, francesa, alemã ou portuguesa. Contudo, escolhi Lisboa para viver porque esta maravilhosa cidade tem todas as vantagens de uma cidade grande (oferta cultural, acessibilidades, etc.) aliadas ao prazer de viver numa cidade pequena, onde facilmente ficamos com a ideia de que conhecemos ‘toda a gente’. Como sou do norte da Alemanha, cresci sempre com a praia por perto e aqui continuo a ter este pequeno luxo, a apenas 20 minutos de casa. Sinto saudades da minha família, mas, além de a visitar uma ou duas vezes por ano, aproveito as novas tecnologias, como o Skype e o WhatsApp, para manter o contacto.

Comida

Adoro comer e experimento tudo. Aprendi-o com os meus pais, que me incutiram esta atitude desde muito pequena. E ainda bem, pois passo muito tempo em viagens e apresentações, muitas vezes com almoços e jantares em restaurantes espetaculares onde seria quase um crime não poder experimentar e apreciar todas as iguarias. Já em casa, tento ter uma alimentação mais regrada, à base de vegetais, de preferência biológicos, e peixe ou frango do campo. Sei cozinhar e tenho a grande vantagem de a minha irmã ser food stylist, ou seja, ela cozinha e compõe as imagens de livros de receitas, embalagens (inclusive portuguesas) e publicidade. Sempre que tenho alguma dúvida em termos de confeção de um prato, é só ligar-lhe!

Animais

Tenho uma cadela com 15 anos, que encontrei abandonada com cerca de 1 mês de idade, e dois gatos, que vieram da União Zoófila, associação da qual sou sócia e que apoio, sempre que posso, com comida, mantas, etc. Sou contra a venda de animais, já que há tantos abandonados, e estou muito contente por o mau trato e/ou o abandono de animais ser finalmente considerado crime em Portugal.

Amigos

São de uma importância fulcral para mim, sobretudo não tendo a minha família por perto. Tenho amigos das mais variadas nacionalidades: americana, inglesa, holandesa, turca, espanhola e, claro, portuguesa. Aliás, sempre vivi no centro de Lisboa e rodeada de portugueses, senão como é que havia de aprender a falar (e a escrever) corretamente português? Faço amigos com facilidade porque gosto de pessoas, e tenho amigos de todas as idades e profissões, e com interesses e gostos muito diversos. E tenho a grande sorte de poder contar com as minhas amigas editoras de beleza de outras revistas, já que passamos muito tempo juntas em viagens e apresentações.

Viagens

Por falar em viagens, já estive nos EUA, no Brasil, nas Bahamas, em Israel e nas Maurícias, entre muitos outros locais, e quase sempre em trabalho, mas Paris deve ser a cidade aonde vou mais vezes. E não me importo nada, porque acabo sempre por descobrir novos sítios, restaurantes e lojas, já que a urbe está em constante evolução. Só que, com tantas deslocações, prefiro, nas minhas férias, manter-me longe da confusão dos aeroportos e passá-las ‘cá dentro’. No verão, Lagos e a Meia-Praia são o meu destino habitual, e aproveito para estar com uma das minhas melhores amigas, que lá vive.

Água

É o meu elemento: desde o duche, que me desperta de manhã, à água da mangueira no terraço, para me refrescar nos dias mais quentes, à piscina do Clube Nacional de Natação no inverno, e claro, à água do mar do verão. Não pratico nenhum desporto aquático, como surf, simplesmente nado e brinco nas ondas.

Beleza

O gosto pelos cosméticos vem garantidamente da minha avó, que vivia sempre rodeada de luxuosos cremes e perfumes. Cresci com os elegantes aromas da Guerlain e aprendi desde muito cedo a cuidar bem da minha pele, já que sou muito branca e sardenta. A maquilhagem já era mais com a minha mãe, e como havia muito material em casa, comecei cedo a descobrir o uso de cores e texturas. Mais tarde, já em Portugal, trabalhei durante muitos anos como maquilhadora, mas vi sempre o cuidado da pele como o ponto de partida. Sempre usei bons cosméticos e, como tenho uma pele muito seca, tenho de aplicar creme hidratante diariamente, não só no rosto mas também no corpo. Como adoro experimentar cremes novos e uso mesmo muitos, esta é, sem dúvida, a profissão certa para mim. Aliás, o meu trabalho começa logo de manhã no banho, onde fico, à vontade, uma hora no meu extenso ritual de beleza. Pode parecer estranho, mas não passo a vida em salões a arranjar o cabelo e as unhas. Faço tudo isso, eu mesma, com um vasto arraial de máquinas e ferramentas que tenho. E, claro, adoro partilhar as minhas experiências, não só com as leitoras mas também com as minhas amigas, que acabam por experimentar (e adorar) novos perfumes e afins, que de outra forma talvez não o fizessem.

Cabelo

Em criança, o meu cabelo era escuro e completamente liso e só aos 12 anos é que começou a ficar cada vez mais encaracolado, até chegar ao auge de frisado e volumoso que ainda hoje mantenho. Dizem os especialistas que é raro isto acontecer, mas acontece, e tive de aprender a lidar com ele. Andei durante anos sempre com o cabelo preso e depois fiz alisamentos, mas agora vivo finalmente em paz com a minha juba, que entretanto passou a loira. Dá muito trabalho cuidar de um cabelo assim, já que é seco, o que implica muitas máscaras, óleos e cremes específicos antes de o secar. No verão é mais fácil, porque o deixo secar ao ar livre, mas tenho sempre de ter muito cuidado a passar um pente (de dentes largos, claro) ou uma escova, para não o danificar.

Gosto de…

Ler: desde pequena que os livros são a minha grande companhia, tenho sempre uma pilha na mesa-de-cabeceira. Leio desde ficção científica a suspense, mas se a obra for mesmo bem escrita- também aceito recomendações de outros géneros. Leio sempre na praia, até porque fico à sombra, e nas viagens de avião. Infelizmente, no dia a dia, este hábito tem vindo a ser substituído pela leitura de artigos no iPhone.

Jardinagem: ou melhor ‘terraçagem’. Adoro estar ao ar livre e tenho um terraço enorme com cerca de 150 plantas, desde bambus a orquídeas e jasmim, que precisam de muita manutenção. Além disso, planto ervas aromáticas, como manjericão, salsa, menta e cebolinho, porque adoro poder ir lá fora e cortar os ramos de que preciso para cozinhar.

Pilates: pratico-o há cerca de um ano, duas vezes por semana, e foi-me recomendado para aliviar as dores nas costas e nos ombros. A verdade é que funciona mesmo, porque fortalece os músculos do núcleo, ou do centro do corpo, como os abdominais, mas também os do resto do corpo, e melhora a postura e o equilíbrio. Além disso, é algo que posso praticar para sempre e sem idade limite – recomendo!

Estilo

O meu é bastante simples. No inverno, opto por calças de ganga (azuis ou pretas), t-shirts brancas, camisolas (pretas, cinzentas, azuis e verdes) e botas ou ténis. Raramente uso saltos, porque ando quase sempre a correr e prefiro estar confortável. Já no verão, adoro vestidos e saias e uso mais cores vivas. Sandálias rasas sempre! Mesmo para sair à noite, só uso calças, botas e t-shirt ou top de alças, até porque acho que o meu cabelo chega (e sobra) em termos de afirmação de estilo.

Música

Não vivo sem e oiço-a quase desde que acordo. Logo a seguir ao pequeno-almoço, ponho os phones e vou dando uns passos de dança enquanto me dedico às tarefas domésticas, como lavar a loiça, tratar dos animais e regar as plantas. No trabalho, só oiço música quando estou a escolher fotografias – quando estou a escrever, a música distrai-me demasiado. As minhas preferências vão para música eletrónica e house, mas também gosto dos clássicos, como Marvin Gaye, Barry White e Bill Withers. Tenho dezenas de playlists que vou recheando com novas descobertas, graças a apps como o Shazam e grupos de partilha de música no Facebook. Adoro festivais de música mais pequenos, como o Lisb-On e o Picnik Electronik, e de sair à noite para dançar, sobretudo no LuxFrágil, que, além dos excelentes DJs residentes, traz sempre músicos internacionais de renome, como Carl Craig e John Talabot.

Veja mais em As escolhas de...

  • Catarina Macedo Ferreira

    A LuxWoman decidiu que é tempo de perguntar a mulheres inspiradoras quais é que são as suas escolhas do momento, mas...

    LuxWOMANNovembro 26, 2021
  • As escolhas de Catarina Mira, atriz e autora do blog “Mira-me”

    Comecei a minha carreira como atriz e apresentadora ainda na adolescência. Com os meus tenros 21 anos de idade emigrei para...

    Patricia Toste de SousaNovembro 27, 2019
  • As escolhas de Rita Teixeira, do atelier Tento na Tinta

    “Gosto do lado bom da vida, do simples, aquele que me traz pessoas boas, as que me contam boas histórias, que...

    Patricia Toste de SousaSetembro 12, 2019
  • Mariana, a Miserável

    Fique a conhecer as escolhas da ilustradora.

    Carolina de AlmeidaMaio 7, 2017
  • Joana Vaz

    Conheça as escolhas da autora do blog Joanavaz.pt.

    Rita AleixoAbril 23, 2017
  • Maria Imaginário

    Descubra as escolhas da artista portuguesa.

    Rita AleixoAbril 16, 2017
  • Mariana Gemelgo

    Conheça a autora do blog ‘Fashions Inspires You’ e as suas escolhas.

    Rita AleixoAbril 9, 2017
  • Paula Perfeito

    Descubra as escolhas da autora do blog ‘Entre|Vistas’.

    Rita AleixoAbril 2, 2017
  • Rui Drumond

    Quais são as escolhas do cantor e autor português? Descubra-as aqui.

    Carolina de AlmeidaMarço 26, 2017

PUB