Nome *
Data de Nascimento *
dia-mês-ano
E-mail *
Telefone *
Username *
Password * (duas vezes)

Mínimo 6 caracteres e sem espaços

Morada
Código Postal
Localidade
Profissão
Contribuinte
 

* Campos de preenchimento obrigatório




Confidencialidade
Siga-nos
Topo

As escolhas de Marta Guedes, autora do blog Marta “La Chef”

É advogada, mas a cozinha arrebatou-lhe o coração muito cedo, desde os tempos em que via avós e bisavós atrás do fogão. Ainda na faculdade teve um restaurante, já passou pelo catering e já parou. Passou pelo mundo das finanças, abriu uma empresa que vendia tempo e voltou à cozinha. A sua. E ao catering. Escreve todos os dias – ou pelo menos tenta – no seu blog e espera que alguém do outro lado a leia.

Mini-Biografia:

Nome: Marta Guedes

Idade: 30 anos

Naturalidade: São Sebastião da Pedreira, Lisboa

Blog: martalachef.blogspot.pt

No meu blog encontra: Cusquices, dicas, receitas, desabafos de cozinha e não só.

Cozinhar

Aquilo que mais prazer me dá é, sem dúvida, cozinhar. Inventar, recriar e estudar afincadamente todos (!) os dias permitem-me depois entrar na cozinha com um nervoso miudinho e o entusiasmo de uma criança quando conhece o Mickey – espero que as crianças ainda fiquem entusiasmadas com o dito.
Mas quando estamos numa cozinha a sério e vivemos disso, há pormenores que tornam tudo “pormaior”. A saber: facas, tábuas, tachos, frigideiras e maquinetas.
O meu destaque vai para a Henckels e a Global, mas têm de mandar vir de fora, o que dá uma trabalheira do outro mundo. Por isso, podem encontrar facas muito boas e com preço muito em conta na Jotelar e na Braz & Braz. Outro utensílios de cozinha, dos mais básicos aos mais sofisticados, também se podem comprar lá.
Quanto a máquinas, a Kenwood é a menina dos meus olhos, mas há coisas bem mais baratas e igualmente funcionais. Podem é não durar 60 anos…

Mercados

Se há algo verdadeiramente terapêutico, é ir ao mercado de manhã. De terça-feira a sábado, sem exceção. Há sempre um bom motivo, mesmo quando o tempo está frio e cinzentão. Posso ir a reclamar com o mundo enquanto faço a beira-rio, mas chegando lá, parece que sou acariciada com um qualquer néctar dos deuses – vulgo café – e que tudo se pinta de cor de laranja e se enche de luz.
Não consigo não sorrir para toda a gente, tenho de parar em cinco ou seis bancas obrigatoriamente, mesmo que nada leve dali. Não posso deixar de agradecer àquelas pessoas por me 'alimentarem' tão bem há mais de 12 anos… O melhor da zona de Lisboa é, sem dúvida, o Mercado da Ribeira e, uma vez lá dentro, é um sem-fim de aromas e sabores, mas que eu há muito selecionei. Sou fiel às minhas bancas há anos.

Vinho

Ainda continuando pelos 'comes e bebes', tenho de destacar o vinho na minha vida. Não como uma qualquer tontinha que se agarra à garrafa e bebe sem noção, não. Como um prazer infinito, desde a escolha do vinho ao abrir, ao servir e ao saborear. É, sem dúvida, a minha bebida de eleição e gosto muito de saber que os cardiologistas recomendam um copo por dia. Abençoados por não especificarem o tamanho do mesmo…
Gosto de ir diretamente aos produtores e comprar 'à caixa', como, por exemplo, na Quinta da Bacalhôa, onde o atendimento é excecional e a variedade, notória. Sempre que me fico por Lisboa e o tempo não me deixa entregar-me a passeatas, entrego-me de alma e coração ao Pão de Açúcar Gourmet, nas Amoreiras, que é para lá de bom. O problema é que é para lá de bom em vinhos, para lá de bom em especiarias, para lá de bom no atendimento, para lá de bom nos sorvetes…

Mãos e pés

Sempre disse que as pessoas se espelham nas mãos e nos pés. Pode parecer estranho, mas não é. Umas mãos bem cuidadas (mesmo que não pintadas) e uns pés igualmente tratados são fundamentais. Não há nada pior do que unhas roídas e peles semeadas pelas mãos, deixadas ao acaso.
No inverno, há muito boa gente que se escapa a arranjar o pezito, mas nem por isso eu deixo de olhar… para o sapato! Sou doida por sapatos, faço coleção e tenho alguns com mais de 15 anos e impecáveis!
Relativamente às mãos, não consigo usar outro verniz que não seja o Fire, da Chanel, e o Crème Karité des Mains, da L’Occitane.

Acessórios

Uma mulher com uns bons sapatos e uma boa mala, pode vestir qualquer trapinho, ou quase, e está sempre bem. Sou, também, uma aficionada de malas. As Louis Vuitton estão no meu topo e, mesmo sabendo que não são para todas as bolsas, pode ser visto como um ótimo exercício de disciplina. Se quiser mesmo muito, nem que seja a dez euros por mês, junte! Verá que quando a comprar, nunca mais vai querer outra coisa. Duram uma vida.

Dançar, dançar, dançar!

Dançar até que me doam os pés. No Lux, sem dúvida, com um bom copo de vinho. Continua a ser, para mim, o melhor spot de Lisboa para abanar a anca.

Com pauzinhos

Sushi, sahimi e japonesices que me põem os olhos em bico são dois: Bica do Sapato e Sushi Café das Amoreiras. O primeiro para sentar, saborear, mandar vir tudo e não querer que acabe. Em boa companhia, claro. O segundo para almoçar depressa ou trazer para casa e comer em frente à televisão a ver um bom filme.

'Criancices'

Fui mãe há cinco meses e, até então, apesar de achar um piadão a crianças, nunca tinha sido adepta de investigar 'coisas' ligadas a crianças. Pois é, tudo mudou. Estou viciada em explorar tudo, desde blogues a sites de pediatria, passando por sites de DIY e roupa. Recebo um e-mail diário de um fórum absolutamente brutal que me antecipa tudo o que a Baby C vai fazer (ou, pelo menos, eles acham que deve) nessa semana. Aconselham, tiram dúvidas e acalmam, através do ecrã. Fabulosos!
Doida mesmo ando com a Vertbaudet, loja francesa online, onde tento entrar pouco – sem êxito, porque é tudo giro! E eles fazem imensas promoções, descontos, ofertas e sabe-se lá mais o quê, e quando damos por nós, lá vem o senhor da Chronopost bater à porta.
De se comer são também os acessórios de Era Uma Vez Uma Ervilha, com página no Facebook. Quero sempre tudo, mas acho que ter oito prende-chuchas já roça o exagero….

Leitura

Ler é aquela última coisa que faço antes de apagar a luz. Amo. Tenho de. Preciso. E adoro.
Não consigo deixar um livro por acabar, mesmo que não valha nada. Tenho de o ler até ao fim. Por se for para o criticar, ao menos, faço-o com conhecimento.
Os jardins da Gulbenkian são – para todo o sempre – um dos meus sítios de eleição para me entregar às páginas.

Bifes e Martini

Por falar em livros, lembrei-me de vos falar do melhor bife da cidade de Lisboa (que vocês já devem saber qual é) e que eu considero a minha segunda casa. Comecei a ir lá corria o ano de 1982, na barriga da minha mãe, e até hoje sou cliente assídua. Café de São Bento. Não precisa de apresentações, a não ser o Dry Martini que o Sr. Fernando faz, que caso não conheçam, é assim como que celestial.

Veja mais em As escolhas de...

  • Mariana, a Miserável

    Fique a conhecer as escolhas da ilustradora.

    Carolina de AlmeidaMaio 7, 2017
  • Joana Vaz

    Conheça as escolhas da autora do blog Joanavaz.pt.

    Rita AleixoAbril 23, 2017
  • Maria Imaginário

    Descubra as escolhas da artista portuguesa.

    Rita AleixoAbril 16, 2017
  • Mariana Gemelgo

    Conheça a autora do blog ‘Fashions Inspires You’ e as suas escolhas.

    Rita AleixoAbril 9, 2017
  • Paula Perfeito

    Descubra as escolhas da autora do blog ‘Entre|Vistas’.

    Rita AleixoAbril 2, 2017
  • Rui Drumond

    Quais são as escolhas do cantor e autor português? Descubra-as aqui.

    Carolina de AlmeidaMarço 26, 2017
  • Helena Canhoto

    Descubra as escolhas da atriz e autora do blog ‘Miliuma’.

    Rita AleixoMarço 19, 2017
  • Magda Soares

    Conheça as escolhas da autora do blog ‘Macarons & Purpurinas’.

    Rita AleixoMarço 12, 2017
  • Mikaela Lupu

    Fique a conhecer as escolhas da jovem atriz.

    Rita AleixoMarço 5, 2017

PUB