[wlm_register_Passatempos]
Siga-nos
Topo

… Ana Pina, designer de joias

Chamo-me Ana Pina e nasci em 1980, no Porto, cidade onde estudei, vivo e trabalho. Enquanto Gémeos, parte de mim tem os pés bem assentes na terra e a outra anseia ter asas para voar.

Quando era pequena, sempre gostei mais de rabiscar com lápis de cera do que de brincar com legos, mas acabei por tirar o curso de Arquitetura. Depois de trabalhar alguns anos nessa área, decidi seguir um percurso mais criativo por conta própria.

Descobri o maravilhoso mundo da joalharia contemporânea um pouco por acaso, mas foi nele que encontrei forma de dar largas à minha criatividade, numa área que me permite controlar o processo de criação desde o desenho até à produção da peça final.

Terminei em julho de 2012 o curso de Joalharia contemporânea na Escola Engenho e Arte, e desde aí que desenvolvo uma marca de joalharia em nome próprio.

Em junho de 2015, lancei um novo projeto e abri as portas do espaço Tincal lab, uma plataforma virtual e atelier de joalharia, no centro da cidade do Porto.

Mini Bio:

Nome: Ana Pina

Idade: 35 anos

Naturalidade: Porto

Presença online: Site | Loja online | Blog | Facebook | Instagram | Pinterest

No meu blog encontra: fragmentos da minha vida, do meu trabalho e das minhas muitas fontes de inspiração.

Porto

Desde que moro no centro, há cerca de seis anos, que tenho vivido a cidade de forma muito mais próxima e admiro a maneira como tem crescido em movimento e personalidade. Não me imagino a viver noutro lugar. Gosto de sair de casa, de percorrer a Rua de Cedofeita até ao Carlos Alberto, continuar em direção aos Aliados depois de passar pelos Clérigos e descer até ao rio para revisitar a beleza da Ribeira. Gosto de percorrer o Quarteirão das Artes em dias de inaugurações, de passear em Serralves, de percorrer os mercados de rua, de celebrar o São João no Bairro da Bouça. Geralmente, escolho o Moustache, para um café, o Aduela, para um copo de vinho, o Museu d’Avó, para um jantar de petiscos, e um gin tónico num dos bares da baixa para começar a noite.

Viagens

Há qualquer coisa nas cidades que me fascina. Embora possa sentir-me deslumbrada por belas paisagens, é na ocupação urbana e humana do território que encontro a maior motivação para viajar. Paris continua a ser das cidades mais belas que já visitei e Barcelona nunca perdeu a magia que lá encontrei quando tinha 15 anos. Alguns dos espaços mais fascinantes em que estive incluem o Jardim de Versailles, a Mesquita-Catedral de Córdoba, em Espanha, e o Teatro de Epidauro, na Grécia. Em Portugal, adoro percorrer o Alentejo.

Arte

Além de gostar de visitar edifícios, sejam de arquitetura contemporânea ou cheios de História, como castelos e catedrais, quando viajo gosto de me perder em museus. A pintura sempre foi para mim uma grande paixão e sou capaz de passar horas a admirar obras de artistas de que gosto. Voltaria a perder-me no Museu D’Orsay, em Paris, entre os Klimt e Schiele do Museu Leopold, em Viena, ou na coleção de Turner da Tate Britain.

Livros

Gosto muito de ler, sobretudo autores portugueses. O meu favorito continua a ser José Saramago, mas mais recentemente rendi-me a Gonçalo M. Tavares (obrigatório ler ‘Jerusalém’). Gosto também de Vergílio Ferreira, Gabriel García Márquez e Haruki Murakami. Em poesia, sei ainda de cor versos dos ‘Sonetos’ de Florbela Espanca que a minha avó me ofereceu quando eu era adolescente, admiro Fernando Pessoa, sobretudo Álvaro de Campos, e Miguel Torga.

Música

Estou praticamente sempre a ouvir música: enquanto trabalho, descanso, conduzo ou cozinho. Quando não canto em voz alta, estou a acompanhar a música mentalmente e os meus favoritos incluem Nick Cave, Arcade Fire, Jay-Jay Johanson, Jeff Buckley e The Doors.

Comida

Gosto muito de cozinhar, experimentar novas receitas e sabores. Tenho mais jeito para salgados do que para doces e geralmente improviso. Durante a semana, faço sobretudo refeições vegetarianas, mas não sou radical. Adoro tapas espanholas, sobretudo as especialidades da Galiza, comida italiana e sushi.

Gatos

Sou apaixonada por gatos. Além da Frida Kahlo, uma gata órfã cheia de personalidade que está comigo há quase oito anos, vou colecionando postais e gatos em miniatura, que encontro em feiras de artesanato ou trago de viagens como recordação.

Joias

Gostava de joalharia muito antes de imaginar que um dia iria dedicar-me, eu própria, ao desenho e à criação de joias. Nas minhas coleções crio um pouco de tudo, mas a minha peça de joalharia preferida para usar é o anel – se sair de casa sem, pelo menos, um nos dedos, sinto que me falta qualquer coisa!

Veja mais em As escolhas de...

  • As escolhas de Catarina Mira, atriz e autora do blog “Mira-me”

    Comecei a minha carreira como atriz e apresentadora ainda na adolescência. Com os meus tenros 21 anos de idade emigrei para...

    Patricia Toste de SousaNovembro 27, 2019
  • As escolhas de Rita Teixeira, do atelier Tento na Tinta

    “Gosto do lado bom da vida, do simples, aquele que me traz pessoas boas, as que me contam boas histórias, que...

    Patricia Toste de SousaSetembro 12, 2019
  • Mariana, a Miserável

    Fique a conhecer as escolhas da ilustradora.

    Carolina de AlmeidaMaio 7, 2017
  • Joana Vaz

    Conheça as escolhas da autora do blog Joanavaz.pt.

    Rita AleixoAbril 23, 2017
  • Maria Imaginário

    Descubra as escolhas da artista portuguesa.

    Rita AleixoAbril 16, 2017
  • Mariana Gemelgo

    Conheça a autora do blog ‘Fashions Inspires You’ e as suas escolhas.

    Rita AleixoAbril 9, 2017
  • Paula Perfeito

    Descubra as escolhas da autora do blog ‘Entre|Vistas’.

    Rita AleixoAbril 2, 2017
  • Rui Drumond

    Quais são as escolhas do cantor e autor português? Descubra-as aqui.

    Carolina de AlmeidaMarço 26, 2017
  • Helena Canhoto

    Descubra as escolhas da atriz e autora do blog ‘Miliuma’.

    Rita AleixoMarço 19, 2017

PUB