Nome *
Data de Nascimento *
dia-mês-ano
E-mail *
Telefone *
Username *
Password * (duas vezes)

Mínimo 6 caracteres e sem espaços

Morada
Código Postal
Localidade
Profissão
Contribuinte
 

* Campos de preenchimento obrigatório




Confidencialidade
Siga-nos
Topo

Quer comer o autêntico Pato à Pequim em Lisboa?

O Quanjude, no Parque das Nações, é fiel às receitas originais e aos sabores autênticos da China

Chama-se Quanjude e é reconhecido na China por confecionar o melhor Pato à Pequim. Para quem gosta de saborear a gastronomia chinesa na sua vertente mais tradicional, a visita ao Quanjude é obrigatória. Os chefs responsáveis pela confeção do Pato à Pequim trabalharam durante muitos anos nas cozinhas dos restaurantes da grande cadeia Quanjude, aplicando agora todas as técnicas em Portugal. Um dos segredos do sucesso deste prato é o facto de ser cozinhado em forno de tijolo e com lenha de árvore de fruto conforme a tradição, algo que só é possível encontrar no Quanjude. A escolha do pato certo também é de extrema importância por isso, os fundadores do Quanjude visitaram várias quintas observando com critérios exigentes a qualidade de vida dos animais, a ração usada, o processo de crescimento, a anatomia do pato, a qualidade da carne, a quantidade de gordura e o peso. O complexo método de confeção tem uma duração de 3 dias e inclui várias etapas como a preparação, a aplicação das técnicas de assadura, passando pela forma como é fatiado e pela composição dos molhos que o acompanham - uma calda com malte de cevada ou mel usada para glacear o pato - seguindo rigorosamente as fases da receita tradicional para assegurar o sabor mais autêntico.

A China tem uma culinária riquíssima e complexa e o Quanjude também tem uma carta de especialidades da gastronomia de Sichuan, uma província do sudoeste do país. A cozinha de Sichuan distingue-se pelo uso abundante de chilis entre outras especiarias que os tornam bastante picantes. A comida de Sichuan está na moda na China, principalmente entre as gerações mais jovens que juntam grupos de amigos à volta da mesa - “foodies" - para se deliciarem com pratos picantes. Os principais ingredientes responsáveis por esta mega experiência sensorial são as “três pimentas” da China: piri-piri, pimenta de Sichuan, pimenta preta e gengibre. O efeito desejado não deixa dúvidas: uma mistura de sabores intensos que deixam a boca picante, aromatizada e ligeiramente dormente. Entre os pratos mais tradicionais estão a galinha picante com amendoim, a entremeada salteada duas vezes, tofu à mapo, miúdos do marido e da mulher, tiras de porco com molho de peixe e carne de vaca cozida à Sichuan. O Quanjude diferencia-se pelo facto de ser fiél às receitas originais, desafiando os portugueses a descobrir os sabores autênticos da China.

O nome Quanjude remonta a 1864, na era da Dinastia Qing, quando Yang Quanren, um vendedor de galinhas e patos da Praça Tiananmen, decidiu abrir um restaurante especializado em pato assado. Com o passar dos anos o restaurante apostou em criar uma receita de pato assado para servir a família imperial. A receita tornou-se um sucesso e foi posteriormente democratizada para toda a população. O Quanjude, que é uma prestigiada cadeia de restaurantes na China, chegou à Europa em 2017 com a abertura do restaurante em Lisboa.

Morada: R. Pólo Norte 1.06 2.1B
Parque das Nações, Lisboa
Horário de funcionamento: 12:00 às 15:00 e das 19:00 às 23:00
Contacto para reservas: 926 033 333
Mail: patinhasempequim@gmail.com
Preço Médio da refeição: 22:50 €
Não encerra

Veja mais em Lifestyle

PUB