[wlm_register_Passatempos]
Siga-nos
Topo

Sim, ao yoga tónico

Nunca gostei de yoga. As (poucas) aulas que fiz, há muitos anos atrás, acalmavam-me de tal maneira que o efeito era o contrário: ansiedade.

Sempre senti a necessidade de gastar energia em modalidades mais aceleradas, para limpar a cabeça e o stress, mas quis dar mais uma oportunidade e aceitei o desafio de experimentar o método de Jean-Pierre de Oliveira: o yoga tónico.

O programa deste professor português, certificado pela Yoga Alliance dos Estados Unidos da América, associa diversas formas de yoga ao trabalho corporal, combinando posturas psicofísicas e exercícios respiratórios.

“O plano foi pensado para mulheres e homens ativos que não se identificam com a cultura de ginásio mas se preocupam com o seu bem-estar físico e procuram algo mais, que querem espiritualidade e atividade física”, diz Jean-Pierre.

Na aula, Jean apresenta-nos uma sequência com variantes mais exigentes das posturas da clássica saudação ao sol. Atenta, vou acompanhando os movimentos e tentando reproduzi-los, milimetricamente. “Pés esticados, ombros relaxados, pescoço descontraído”, vou ouvindo. Minutos mais tarde: “Agora, mais depressa.”

A coordenação não é fácil. À quinta repetição, a um ritmo mais acelerado, as posturas em prancha começam a ficar desleixadas, pela falta de força abdominal. Nunca gostei de yoga, mas também nunca disse que era fácil…

No dia seguinte, a insistência destes movimentos produziu as suas consequências: braços e barriga doridos, mas músculos mais trabalhados, espero!

O método de Jean-Pierre, que afirma ter uma abordagem mais informal à filosofia do yoga, é adaptado a quem o pratica e, durante a sequência, há sempre versões alternativas das posturas, mais ou menos exigentes, consoante a condição física de cada um. De acordo com os objetivos e a disponibilidade, o plano pode durar entre três e nove semanas.

Jean-Pierre dá aulas às segundas e quintas-feiras, no Eka Palace, em Lisboa, mas também em sessões privadas ou semiprivadas (em estúdio ou na casa do praticante). Aos fins de semana, há uma masterclass no Espaço Mouraria INATEL, que, por vezes, é de entrada livre.

Os preços variam entre €5 por aula, para sessões em grupo (€45, pacote de dez aulas) e os €50, para treinos personalizados (€175, pacote de cinco aulas).

Terminada a minha estreia no yoga tónico, e depois do relaxamento, a sensação foi totalmente diferente da que me lembro de sentir nas outras remotas experiências com o yoga. Apesar de o ritmo cardíaco nunca ter subido, que é como prefiro trabalhar o corpo, quase podia, de facto, sentir os músculos mais tonificados.

Balanço? Não trocaria as minhas aceleradas aulas de dança pelo yoga tónico, mas, ao conjugar as duas, teria o melhor dos dois mundos.

Mais informações em Yoga Spirit.

Veja mais em R3dação

PUB