[wlm_register_Passatempos]
Siga-nos
Topo

Liquid Detox para magras


Como ando sempre a fazer detoxes líquidos (pelo menos, um a cada dois meses!), não fiquei surpreendida quando a nossa responsável financeira me ligou a pedir conselhos. A Ana é bastante magra, mas tinha muita vontade de experimentar o Detox da Liquid, por questões de cansaço e de várias situações que pediam um (re)start. Apenas tinha um pedido: não queria perder peso! Falámos com a Liquid e a Ana testou um detox adaptado a esta situação. Três dias a sumos líquidos, feitos com fruta e vegetais, que se recolhem na loja de manhã (ou no dia anterior) e à noite um caldo feito em casa. De seguida, encontra o testemunho na primeira pessoa e os comentários da Health Coach da Liquid.

ANA RUIVO, 40 anos

Não tenho qualquer tendência para engordar, pelo contrário. Foi a preocupação com a saúde e a real necessidade de ‘limpar os filtros’ de tempos a tempos que me levou a querer tanto fazer um detox. O principal objetivo era limpar os rins, o fígado e os pulmões, sem perder peso.

SEXTA

O primeiro dia foi fantástico!!! Os sumos são ótimos, a motivação estava nos níveis máximos e a satisfação de estar verdadeiramente a fazer algo por mim deu-me uma energia e uma boa disposição invejáveis.

SÁBADO

O dia seguinte era um sábado. Como não tenho a mínima tendência para engordar, estou habituada a comer tudo e sempre que me apetece. Num sábado – passado em casa calmamente –, as tentações eram imensas. A começar pelas refeições das filhas.

Cerca do meio-dia, já tinha bebido dois sumos (dos quatro diários) e 1,5 l de chá, além de ter esgotado todo o stock de frutos secos (passas, nozes e amêndoas)… A fome começou a atingir dimensões consideráveis… (Nunca na minha vida tinha feito uma dieta, pelo que não estou habituada a esta provação). A decisão foi fazer uma sopa de alho francês para o almoço, e outra de cenoura para o jantar. Pelo meio, os restantes dois sumos, 1,5 l de água e chá e toda a fruta fresca que tinha em casa.

Foi um dia muito difícil e confesso que no final os nervos estavam um pouco ‘em franja’!

DOMINGO

Como o meu marido estava a acompanhar-me neste processo (eu fiz o Detox Beauty e ele o Slim), no domingo de manhã o nível de irritação provocado pela fome (ou vontade de comer) estava a ter o seu impacto. Mais uma vez, o detox fornecido foi reforçado com fruta fresca, frutos secos e muita sopa… Mas as horas demoravam a passar. Apesar de tudo, estávamos motivados pela já referida sensação de estar, efetivamente, a fazer algo de bom por nós e sobretudo por já faltar pouco para o final.

Domingo à noite, pelas 23h30, tivemos de atacar umas tostas. Sem manteiga nem outros que tais, mas pelo menos algo para trincar…

SEGUNDA-FEIRA

Finalmente chegou a segunda. Já depois de um belo pequeno-almoço, comecei a ter capacidade para avaliar os resultados. Já sem a irritação da fome, consegui ver-me com outros olhos e fiquei com a nítida sensação de que, de facto, a minha pele estava mais bonita e luminosa. O principal resultado obtido foi a sensação de ter feito algo bom por mim e pela minha saúde.

Apesar das dificuldades, fiquei fã e quero repetir periodicamente.

Deixo um conselho de experiência feito: nunca ao fim de semana!!! No emprego estamos muito mais ocupados, o que torna mais fácil todo o processo. A ter de ser num fim de semana, então que seja fora, de preferência num belo spa. Aliás, era este o nosso plano inicial, mas infelizmente teve de ser alterado no último minuto.

TERESA ALVES BARATA, HEALTH COACH

Depois de termos este testemunho na mão, pedimos à Health Coach Teresa Alves Barata, da Liquid, que desse alguns conselhos gerais a quem quer fazer este detox de três dias a sumos:

Émuito importante escolher a altura certa para fazer um detox. Cada um de nós tem os seus hábitos e a sua rotina, mas é essencial escolhermos uma altura calma e sem stress. Eu, pessoalmente, prefiro fazê-lo aos dias de semana, pois estou ocupada e distraída e penso menos em comida. Devem ser dias calmos, onde encontramos tempo para fazer várias paragens no trabalho para beber um chá, comer uns frutos secos e principalmente beber muita água.

A ideia é não ter fome, e bebermos um sumo sempre que temos vontade. Para alguns é essencial comer uma salada ao almoço só com vegetais e o caldo ao jantar ajuda a reconfortar. E nos intervalos temos sempre o chá, os frutos secos e alguma fruta e vegetais para ir enganando a fome, ou melhor, a ‘’vontade de comer’’.

São novos hábitos que ensinamos ao nosso organismo. Mas no final dos três dias é mais difícil voltar a comer tanto como antes e acabamos por aproveitar o balanço e prolongar um pouco esses bons hábitos.

E como é que ultrapassamos os três dias? O primeiro dia é novidade e estamos cheias de entusiasmo. No segundo dia, sentimo-nos um pouco mais fracos e por vezes surgem dores de cabeça. São sintomas muito comuns do detox e é sinal de que o organismo está a reagir. Depois, no terceiro dia é a euforia. Sentimo-nos mais leves, com uma energia fantástica e capazes de mudar o mundo.

E aí percebemos que somos realmente aquilo que comemos!

Quer experimentar? Esteja atenta ao site e à página de Facebook da LuxWoman, brevemente vai poder ter a oportunidade de testar estes detoxes líquidos de graça!

Para saber formas de entrega/recolha e preço dos detox:

tel. 917 646 195

liquiddetox@gmail.com

www.facebook.com/liquidlisboa

Veja mais em R3dação

PUB