Nome *
Data de Nascimento *
dia-mês-ano
E-mail *
Telefone *
Username *
Password * (duas vezes)

Mínimo 6 caracteres e sem espaços

Morada
Código Postal
Localidade
Profissão
Contribuinte
 

* Campos de preenchimento obrigatório




Confidencialidade
Siga-nos
Topo

A #instafood perfeita

#instafood é, provavelmente, uma das hashtags mais populares do Instagram, e é também o nome do workshop que ensina as pessoas a tirar boas fotografias de comida, daquelas que dão fome só de olhar.

Quem me conhece sabe que adoro comer, mas também gosto muito de cozinhar e de experimentar novas receitas. No final, antes de levar o garfo à boca, faço questão de fotografar as iguarias e de partilhá-las na minha rede social favorita, o Instagram.

Acontece que nem sempre as fotografias ficam tão boas quanto desejaria. Fotografar comida exige técnica e conhecimento. Não basta apontar a câmara para um prato ou para uma sobremesa deliciosa e esperar um resultado incrível. Há que saber tirar o melhor partido do prato em questão.

Como? Foi isso que fui aprender no #instafood, o primeiro workshop de fotografia de comida aplicada a mobile em Portugal, criado por Raquel Fortes, autora do blog It’s Up to You.

Não me importei de acordar cedinho a um sábado: a vontade de ir era tanta que não precisei sequer de despertador para sair da cama. Às 10h já estava no showroom da Teka Portugal, no Parque das Nações, em Lisboa, pronta para aprender com a ‘professora’, a Samanta McMurray.

A Samanta é autora dos livros ‘Sumos Com Segredos’ e ‘Manhãs Com Segredos’, e é a cara por detrás do blog Eat Love, no qual partilha receitas e imagens de pratos saudáveis, fotografados pela própria.

Durante três horas, falámos de planos fotográficos, luz, composição de imagem e props, que descobri serem utensílios e objetos que enriquecem a imagem. Podem ser pratos e porcelanas, palhinhas coloridas, postais, talheres antigos, panos e rendas, flores, ervas frescas… Vale tudo para tornar a fotografia mais bonita.

Com as ideias frescas na cabeça, e inspirada pelas lindíssimas imagens de Linda Lomelino ou de Beth Kirby, passei à prática, juntamente com os meus colegas, também eles desejosos de brincar com os alimentos e com os utensílios de cozinha.

Fiz das verduras e das frutas da Horta do Bairro os meus parceiros para dar asas à imaginação e comecei a fotografar. O objetivo? “Contar uma história através da fotografia”, como tinha dito a Samanta.

Quanto mais natural fosse a composição da imagem, melhor. Por isso, não me preocupei muito se os pratos estavam alinhados e centrados, nem se as cores dos alimentos combinavam umas com as outras. Não é que fiquei contente com o resultado? Agora é continuar a praticar em casa.

Esta foi a quinta edição do #instafood, mas já estão previstos outros workshops, tanto em Lisboa como no Porto. Na mira, está também uma edição no Algarve, mais concretamente em Faro, já no início do próximo ano.

O workshop funciona com um máximo de 15 participantes e custa €35 por pessoa.

Imagem de destaque: uma das fotografias #instafood da LuxWOMAN.

Veja mais em R3dação

PUB