[wlm_register_Passatempos]
Siga-nos
Topo

Uma manhã no spa

Que bela maneira de começar o dia: às 10h da manhã chego ao Epic Sana Lisboa para tomar um café e depois ir para o spa. Falo-vos do café porque foi uma surpresa – à bica normal juntam-se dois bolinhos tão bonitos quanto deliciosos e um chá fresco cor-de-rosa. Penso: “Ainda bem que vou fazer uma massagem adelgaçante.” Não é que as calorias se abatam com ela mas, moldando o corpo, pode ser que não se note tanto.

Desço até ao piso -1 e a Ana está à minha espera. É ela que me conduz pelo Sayanna Wellness e posso observar que os quase 2000 m2 são lindos. Predominam os castanhos-escuros em madeiras e mosaicos, que nos obrigam a reduzir a velocidade… Andamos mais devagar e o metabolismo acalma.

Nos balneários, o mesmo ambiente. Ana espera por mim à porta e leva-me depois para uma das muitas salas de massagem. Deito-me na marquesa e Ana inicia o ritual da massagem adelgaçante com uma toalha quente sobre o meu corpo, depois coloca as palmas das mãos viradas para o meu rosto e diz-me para inspirar profundamente três vezes. A loção que Ana tem nas mãos, diz-me ela, favorece o bom funcionamento respiratório. Verifico que tem razão: eu, que ando há semanas às voltas com a minha sinusite crónica, passo rapidamente a respirar bem.

O ritual da massagem adelgaçante prossegue com movimentos de pressão para descontrair os músculos e movimentos circulares e laterais para adelgaçar. Quando me pergunta se há uma área que eu queira trabalhar mais, respondo “a barriga”. Enfim, já não vou para nova e esta zona do meu corpo que já foi lisa… já não é o que era. Ana insiste no meu ventre e quando passa para as pernas, sinto, de facto, uma redução de volume. Será imaginação minha?

Uma hora depois, saio da salinha de massagens revigorada e… recauchutada!? Ana acompanha-me novamente, e agora leva-me à sala de repouso. Recostada numa espreguiçadeira almofadada, sou mimada com um snack de fruta que ainda por cima tem morangos (já disse que adoro morangos?) e uma água com limão e pepino. Tenho fome. Continuo com fome e ataco as taças de alperces secos e nozes. Huuuummmm, tão bom!

Ao que também não sou capaz de resistir é à piscina. Não sou capaz. É tão bonita, brindada com a luz natural de um jardim interior, que serviria perfeitamente também de zona de descanso. Entro na água morna e nado, mergulho de olhos abertos e os olhos não ardem, porque a solução de desinfeção deve ser salina e sem cloro. À minha espera estão a sauna, o banho turco, a cabine de duche Vichy e os duches gelados… Já não tenho tempo, que pena. O melhor é voltar no sábado, no dia 7, para o Open Day. Acho que vou reservar. Vemo-nos no sábado?

Veja mais em R3dação

PUB