[wlm_register_Passatempos]
Siga-nos
Topo

Desfile de primavera/verão 2017 de Micaela Sapinho, na ModaLisboa


A jovem designer Micaela Sapinho levou o ano passado até à passerelle da plataforma Sangue Novo da ModaLisboa uma coleção que mais parecia uma manifestação feminista. Intitulada ‘The Other’, com propostas para a primavera/verão 2017, a coleção é inspirada no livro ‘Segundo Sexo', de Simone de Beauvoir e pretende transmitir uma mensagem pela defesa da igualdade entre mulheres e homens. “A moda, como qualquer outra forma de arte, pode ser usada para revolucionar as mentalidades”, contou a designer numa entrevista à LuxWOMAN © Rui Vasco/ModaLisboa.

Desfile outono/Inverno 17-18 de Alexander McQueen, Paris


O desfile de outono/inverno 2017 de Alexander McQueen, que decorreu esta terça-feira em Paris, foi uma celebração do empoderamento feminino. A diretora criativa da marca, Sarah Burton, criou uma componente de drama desenvolvendo uma série de contrastes entre a força e a sensualidade femininas. Como? Através de malhas, bordados delicados e vestidos com penas, lado a lado com sobretudos de pele pretos e cintos a demarcar a cintura © Facebook The Business Of Fashion.

Desfile outono/Inverno 17-18 da Dior, Paris


Esta foi a segunda coleção feminina de pronto-a-vestir da Dior sob os comandos criativos de Maria Grazia Chiuri e a mensagem de empoderamento feminino voltou a estar lá, como na primeira coleção que desenhou para a maison. Afinal, Maria Grazia Chiuri é a primeira mulher a dirigir a criatividade da Dior. Para o próximo outono/inverno 17-18, as propostas da casa de luxo francesa misturam roupa clássica, de trabalho, com tecidos fluidos e detalhes inspirados no universo militar, do boxe e do ballet, tudo ao mesmo tempo. O icónico tailleur Bar, símbolo da feminilidade do ‘Novo Look’, criado pela Dior no período pós-Segunda Guerra Mundial, foi a estrela da coleção © Facebook Dior.

Bastidores desfile outono/inverno 17-18 de Prabal Gurung, Nova Iorque


A moda das t-shirts com mensagens feministas pegou na Semana de Moda de Nova Iorque. Um dos exemplos é o designer Prabal Gurung, que deu o seu contributo pela defesa dos direitos das mulheres ao apresentar, no final do desfile da coleção de outono/inverno 17-18, t-shirts com frases como “Girls Just Want to Have Fundamental Rights” (As raparigas só querem ter direitos fundamentais) e “My Boyfriend is a Feminist” (o meu namorado é feminista). Foto: Facebook Prabal Gurung © Alyssa Greenberg Photography.

#ProudToBeaWoman Talks, da Josefinas


A marca portuguesa de calçada de luxo Josefinas lançou em outubro do ano passado a iniciativa #ProudToBeAWomen Talk, uma série de debates mensais que decorrem na sua loja nova iorquina para promover e partilhar histórias inspiradores de mulheres de sucesso. A última, de fevereiro, teve como convidada Nika Diwa, uma ‘power woman’, como a marca lhe chama, que deixou uma carreira de sucesso na indústria da moda para se dedicar a uma associação sem fins lucrativos. A Josefinas é defensora acérrima do empoderamento feminino, lançando constantemente produtos que incluem mensagens feministas e, até, uma app com Power Stickers © Facebook Josefinas.

Seleção feminina sueca de futebol


As jogadoras da seleção feminina sueca de futebol entraram em campo no torneio mundial Algarve Cup, que termina esta quarta-feira, 8 de março, com frases de empoderamento das mulheres escritas nas camisolas. “I’m not bossy, I’m the boss” (eu não sou mandona, sou quem manda), “I believe women can do anything they decido to” (acredito que as mulheres podem fazer tudo o que decidirem”) e “Everyone you meet is fighting a battle you know nothing about. Be kind. Always” (cada pessoa que conhece está a travar uma batalha sobre a qual você não sabe nada. Seja amável. Sempre” são algumas das citações utilizadas, proferidas por personalidades suecas. © Instagram Olivia Schough, Fridolina Rölfo e Nina Akestam.

  • Desfile de primavera/verão 2017 de Micaela Sapinho, na ModaLisboa


    A jovem designer Micaela Sapinho levou o ano passado até à passerelle da plataforma Sangue Novo da ModaLisboa uma coleção que mais parecia uma manifestação feminista. Intitulada ‘The Other’, com propostas para a primavera/verão 2017, a coleção é inspirada no livro ‘Segundo Sexo', de Simone de Beauvoir e pretende transmitir uma mensagem pela defesa da igualdade entre mulheres e homens. “A moda, como qualquer outra forma de arte, pode ser usada para revolucionar as mentalidades”, contou a designer numa entrevista à LuxWOMAN © Rui Vasco/ModaLisboa.

     

  • Desfile outono/Inverno 17-18 de Alexander McQueen, Paris


    O desfile de outono/inverno 2017 de Alexander McQueen, que decorreu esta terça-feira em Paris, foi uma celebração do empoderamento feminino. A diretora criativa da marca, Sarah Burton, criou uma componente de drama desenvolvendo uma série de contrastes entre a força e a sensualidade femininas. Como? Através de malhas, bordados delicados e vestidos com penas, lado a lado com sobretudos de pele pretos e cintos a demarcar a cintura © Facebook The Business Of Fashion.

     

  • Desfile outono/Inverno 17-18 da Dior, Paris


    Esta foi a segunda coleção feminina de pronto-a-vestir da Dior sob os comandos criativos de Maria Grazia Chiuri e a mensagem de empoderamento feminino voltou a estar lá, como na primeira coleção que desenhou para a maison. Afinal, Maria Grazia Chiuri é a primeira mulher a dirigir a criatividade da Dior. Para o próximo outono/inverno 17-18, as propostas da casa de luxo francesa misturam roupa clássica, de trabalho, com tecidos fluidos e detalhes inspirados no universo militar, do boxe e do ballet, tudo ao mesmo tempo. O icónico tailleur Bar, símbolo da feminilidade do ‘Novo Look’, criado pela Dior no período pós-Segunda Guerra Mundial, foi a estrela da coleção © Facebook Dior.

     

  • Bastidores desfile outono/inverno 17-18 de Prabal Gurung, Nova Iorque


    A moda das t-shirts com mensagens feministas pegou na Semana de Moda de Nova Iorque. Um dos exemplos é o designer Prabal Gurung, que deu o seu contributo pela defesa dos direitos das mulheres ao apresentar, no final do desfile da coleção de outono/inverno 17-18, t-shirts com frases como “Girls Just Want to Have Fundamental Rights” (As raparigas só querem ter direitos fundamentais) e “My Boyfriend is a Feminist” (o meu namorado é feminista). Foto: Facebook Prabal Gurung © Alyssa Greenberg Photography.

     

  • #ProudToBeaWoman Talks, da Josefinas


    A marca portuguesa de calçada de luxo Josefinas lançou em outubro do ano passado a iniciativa #ProudToBeAWomen Talk, uma série de debates mensais que decorrem na sua loja nova iorquina para promover e partilhar histórias inspiradores de mulheres de sucesso. A última, de fevereiro, teve como convidada Nika Diwa, uma ‘power woman’, como a marca lhe chama, que deixou uma carreira de sucesso na indústria da moda para se dedicar a uma associação sem fins lucrativos. A Josefinas é defensora acérrima do empoderamento feminino, lançando constantemente produtos que incluem mensagens feministas e, até, uma app com Power Stickers © Facebook Josefinas.

     

  • Seleção feminina sueca de futebol


    As jogadoras da seleção feminina sueca de futebol entraram em campo no torneio mundial Algarve Cup, que termina esta quarta-feira, 8 de março, com frases de empoderamento das mulheres escritas nas camisolas. “I’m not bossy, I’m the boss” (eu não sou mandona, sou quem manda), “I believe women can do anything they decido to” (acredito que as mulheres podem fazer tudo o que decidirem”) e “Everyone you meet is fighting a battle you know nothing about. Be kind. Always” (cada pessoa que conhece está a travar uma batalha sobre a qual você não sabe nada. Seja amável. Sempre” são algumas das citações utilizadas, proferidas por personalidades suecas. © Instagram Olivia Schough, Fridolina Rölfo e Nina Akestam.

     

PUB


#EmpoderamentoFeminino em rede

Para celebrar o Dia da Mulher, reunimos campanhas, iniciativas, vídeos e imagens de empoderamento das mulheres para inspirar, não só nesta data.

É tudo uma questão de direitos humanos. O Dia Internacional da Mulher, data criada há mais de 100 anos pelas Nações Unidas, continua a deixar as suas marcas de luta pela igualdade um pouco por todo o mundo. Mas agora, mais do que nunca, vai-se mais longe e reforça-se a mensagem com o empoderamento feminino.

Da moda à publicidade, da política ao desporto, o empoderamento das mulheres surge destacado em campanhas, movimentos, marchas, discursos e eventos, como uma voz entoada num tom cada vez mais forte e consensual. E faz tanto sentido, sobretudo por cá. Afinal, Portugal é o 3º país mais desigual da União Europeia, de acordo com as Nações Unidas.

Para celebrar este 8 de março, reunimos neste artigo e em galeria alguns pedaços dessa rede de empoderamento feminino que se tem espalhado pelas ruas, pela internet, em vídeos, imagens e através de poderosos hashtags. #HeForShe, um dos mais badalados, foi lançado pela UN Women em 2014 e promovido pela atriz Emma Watson no famoso discurso que fez enquanto embaixadora internacional da Boa Vontade desta organização.

O movimento HeForShe, que, além de promover a paridade de género, apela a rapazes e homens a fazerem parte do movimento, será agora lançado em Portugal no próximo sábado, 11 de março, no evento ArtsDay, que decorre na Casa Paula Rego, em Cascais. A iniciativa, de admissão gratuita, desenrola-se numa série de atividades no âmbito da desigualdade de género, deste debates, exposições de arte, um workshop e um concerto.

O ano de 2017 arrancou com uma marcha que teve o epicentro em Washington, EUA, depois da eleição de Donald Trump como presidente dos Estados Unidos, mas que ecoou um pouco por todo o mundo.

As marchas continuam também por cá – no sábado, 11, está marcada a marcha “Constroem Muros, aprendemos a voar!” e a mensagem de empoderamento feminino multiplica-se em projetos como o Chicas Poderosas, que está a fazer o seu caminho também em Portugal ou associações promovidas por rostos conhecidos, como a Capazes.

Tudo isto pelo empoderamento das mulheres, contra o estereótipo, o preconceito, a discriminação e a desigualdade – na sociedade, no trabalho, em casa. E também para acabar com a violência doméstica – em Portugal, 82% das vítimas são do sexo feminino (dados de 2015 da APAV) e todas as outras formas de abuso de poder sobre as mulheres.

Empoderamento feminino em vídeo

Apesar de não ter ganho, empoderamento foi uma das candidatas a Palavra do Ano 2016, ela surgiu associada a várias campanhas em vídeo.

United Colors of Benetton – #UnitedByHalf

A marca de moda italiana tem feito um caminho importante de empoderamento feminino (https://www.luxwoman.pt/benetton-da-poder-as-mulheres/), através de projetos ligados às Nações Unidas. #UnitedByHalf é o novo passo da Benetton neste sentido, uma campanha de igualdade de género e promoção da emancipação da mulher desenvolvida na Índia.

Youtube – #HerVoiceIsMyVoice

O gigante dos vídeos online também quis prestar a sua homenagem às mulheres que inspiram todos os dias. Para isso, criou o vídeo #HerVoiceIsMyVoice que junta histórias fortes de empoderamento feminino recolhidas de vários vídeos que se tornaram virais na Internet.

Athleta – ‘The Power of She: Positivity, Potential, Community & Confidence”

O movimento ‘The Power of She’ foi lançado pela marca de roupa desportiva Athleta e encoraja mulheres e raparigas e juntar-se para se apoiarem umas às outras e descobrir o seu potencial ilimitado. Nesta campanha, destacam-se quatro histórias no feminino que mostram como o trabalho conjunto se traduz em resultados extraordinários.

Vodafone – #ConnectedSheCa

A empresa de telecomunicações acaba de lançar um programa global de recrutamento para mulheres em interrupção de carreira. Intitulado Vodafone ReConnect, o programa pretende atrair mulheres qualificadas que, após um longo período de pausa na carreira, na maioria dos casos para formar família, enfrentam dificuldades em regressar ao mercado laboral. Para celebrar o Dia Internacional da Mulher, no âmbito deste programa, a empresa lança uma campanha em vídeo com mensagens de empoderamento das mulheres.

Rugby Football Union – ‘Meet Your Inner Warrior’

A entidade reguladora do Rugby em Inglaterra lançou no início deste ano uma campanha com o objetivo de encorajar mulheres e meninas a aproximarem-se desta modalidade. O vídeo transmite uma mensagem forte sobre superação de desafios e o potencial das mulheres, quebrando tabus e preconceitos.

Audi – ‘Let’s Change the Game’

A marca automóvel lançou no último Natal uma campanha que pretende acabar com estereótipos que estão associados aos brinquedos das crianças.

UN Women – Was 2016 a good year for women?

A UN Women, associação das Nações Unidas dedicada aos assuntos dos direitos das mulheres, lançou a pergunta “Foi 2016 um ano bom para as mulheres” e respondeu num vídeo que mostra o que foi feito ao nível da luta pela paridade de género nos países da União Europeia.

Veja mais em Sociedade

  • Vamos falar sobre vinho?

    Madalena Vidigal é a criadora e autora do blog Entre Vinhas, desde 2015, inteiramente dedicado ao Enoturismo. Ao longo de muitos...

    Leonor Antolin TeixeiraSetembro 17, 2021
  • Gossip Girl: a nova geração

    É uma das mais aclamadas séries da atualidade e já tem data de estreia. Dia 26 de outubro marca o regresso...

    Leonor Antolin TeixeiraSetembro 17, 2021
  • Feng Shui: sabe o que é?

    Sabe o que é o Feng Shui? Conhece os seus verdadeiros benefícios? Fique a par das vantagens desta prática milenar com...

    Leonor Antolin TeixeiraSetembro 1, 2021
  • Alzheimer: um outro mundo

    Vivem num mundo próprio, alheados de uma realidade que nos parece, a nós, demasiado óbvia. Perderam capacidades, vivendo na sombra da...

    Leonor Antolin TeixeiraAgosto 31, 2021
  • Cancro do pulmão: tudo o que precisa de saber!

    O Dia Mundial do Cancro do Pulmão celebrou-se a 1 de agosto. A Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF),...

    Leonor Antolin TeixeiraAgosto 9, 2021
  • O que vai fazer este fim de semana?

    Se não tem nada planeado, temos várias sugestões para si nas Novidades da Luxwoman de Agosto! Já conhece o Kiosk Keil...

    Leonor Antolin TeixeiraJulho 30, 2021
  • Lanzarote: o exotismo monocromático

    Ainda não foi de férias e não tem planos? Descubra as montanhas, os vulcões, as crateras e a terra preta, elementos-chave...

    Leonor Antolin TeixeiraJulho 26, 2021
  • Saúde mental: a urgência

    A OMS deu o alerta. Os confinamentos, o medo de contaminação e as dificuldades financeiras têm um “impacto prolongado” na saúde...

    Leonor Antolin TeixeiraJulho 23, 2021
  • Salvar a praia

    Ajudar a preservar o meio ambiente é o principal objetivo da iniciativa promovida pela La Mer Blue Heart, a fundação da...

    Leonor Antolin TeixeiraJulho 20, 2021

PUB