[wlm_register_Passatempos]
Siga-nos
Topo

Mulheres com Atitude: ‘Esticca’, de Catarina e Margarida

No verão de 2020, durante a pandemia, nasceu a Esticca. Inspirada na típica mulher portuguesa, o primeiro produto da marca foi um saco de praia.

Catarina e Margarida, fundadoras da marca, começaram por dar ao projeto o nome Yucca Bags, mas sentiram a necessidade de fazer um rebranding e escolheram o lançamento da nova coleção para isso.

“Vemos este rebranding como uma oportunidade de fazermos melhorias na marca e atingir objetivos que muito ambicionávamos”, afirmam as fundadoras.

Esticca

Com a missão de produzir de forma sustentável, para Catarina e Margarida é essencial criar coleções exclusivas e com um design único. 

A versatilidade e o seu carácter intemporal são dois dos principais objetivos da Esticca, para que cada cliente possa desfrutar da sua peça em variadas ocasiões ao longo de vários anos.

“Todas as coleções são pensadas e desenhadas ao pormenor, desde a escolha de todos os materiais à paleta de cores, tendo sempre um conceito por trás e uma razão de existir. De coleção para coleção, pretendemos corresponder às necessidades das clientes proporcionando a melhor experiência”   

No site da Esticca poderá encontrar Sacos de Praia, Bolsas, Páreos e Tote Bags e fazer assim a sua compra. Para além disso, pode ainda entrar em contacto através das redes sociais da marca, em @esticca.pt. Quanto aos valores, estes variam entre os €12 e os €39.

Por detrás de um grande projeto, estão duas grandes mulheres

Margarida Caetanito tem 23 anos e formou-se em gestão hoteleira. Neste momento divide o seu tempo entre ser assistente de bordo e fundadora da Esticca. Ser empreendedora nunca foi um dos seus sonhos:  “Nunca quis ser empreendedora, e se há 3 anos me dissessem que ia ter um negócio/marca minha, eu não acreditaria”. 

Margarida Caetanito

Margarida Caetanito

Catarina Guerreiro é um ano mais nova e licenciou-se na área do design. Conta-nos que sempre quis estar no mundo da moda e, por isso, é que prosseguiu os seus estudos e tirou uma pós-graduação em design de moda.

“Nunca pensei em ter um negócio próprio, mas desde que me lembro sempre quis estar no mundo da moda. Quando percebi que com as minhas aprendizagens, curso em design e pós-graduação em design de moda, adquiri bases para gerir uma marca e criar coleções inovadoras de x em x tempo, não quis outra coisa senão abraçar este desafio e explorar mais este mundo”

Catarina Guerreiro

Catarina Guerreiro

Ambas concordam que foi um caminho com altos e baixos. A pouca experiência em montar um negócio foi um dos motivos. Pois, apesar de Catarina ter tido contacto com a indústria têxtil ao longo do seu percurso, “não tinha noção como a produção funcionava na vida real.”

“Tivemos e temos muita sorte nas pessoas e fornecedores com quem nos fomos cruzando, que acreditam no nosso projeto e que nos dão força para continuar todos os dias.”

E o que é que o futuro reserva?

Para o futuro, pretendem explorar a gama de acessórios femininos e estrearem-se no vestuário. Também querem chegar ao público masculino, “criando produtos que sejam transversais a ambos os sexos”.

“Queremos acima de tudo crescer com a marca e que ela cresça connosco enquanto mulheres e que acompanhe as nossas necessidades e gostos”

Há também o desejo de expandir a marca para o mercado internacional, visto ser lá que Catarina e Margarida vão buscar referências e inspirações.

Veja mais em Pessoas

PUB